Nossos Cafés Diferenciais Localização Loja Virtual Onde Encontrar Contato

Clique nas opções acima para saber o que faz o Ateliê do Grão diferente das cafeterias comuns.

Direct Trade Brasil

O que é Direct Trade?

O conceito de Comércio Direto (DIRECT TRADE) começou com o desenvolvimento do mercado de CAFÉS ESPECIAIS. O termo CAFÉ ESPECIAL foi cunhado pela Sra. Erna Kutsen, respeitada importadora de cafés finos baseada na região de San Francisco, CA, USA, no início da década de 1980, tendo como referência o relacionamento que se estabelece entre os elos da Cadeia Produtiva do Café.

Uma das características do Direct Trade é a prática do relacionamento e comércio direto entre cafeicultores e torrefações de cafés sob espírito de transparência, principalmente no segmento dos Cafés Especiais, ao empreender um caminho mais curto via diminuição de operações intermediárias.

O relacionamento direto entre produtores de café e torrefações permite construir um forte sentimento de confiança mútua, gerando estímulos para que as partes mantenham contínuo aperfeiçoamento de seus trabalhos, seja através de esmerada produção dos grãos de café ou da excelência de sua torra e nos
serviços ao consumidor. O sentimento de profunda amizade que é construído ao longo das safras é o motor que leva credibilidade e transparência das informações de cada xícara de café aos consumidores, que se tornam ávidos por mais conhecimento.

Por que Direct Trade Brasil?

O Brasil é o maior produtor mundial de café e caminha para se tornar também o maior mercado consumidor. Este processo, que leva amadurecimento do mercado, fez surgir grupo de profissionais interessados em desenvolver um modelo de comércio fundamentado em elevados princípios éticos, no estímulo contínuo à busca da excelência e à valorização dos produtores e seus preciosos grãos de café.

O Projeto DIRECT TRADE BRASIL, sob coordenação do SPECIALTY COFFEE BUREAU, tem o objetivo de disseminar este modelo de comércio através de ações educativas junto ao consumidor, conscientizando-o da importância da valorização dos produtores e da preservação de seus territórios de produção.

Quem participa do Projeto Direct Trade Brasil?

Cafeicultores, Torrefações, Cafeterias e Pontos de Vendas que tenham compromisso de seguir os PROTOCOLOS do Projeto DIRECT TRADE BRASIL.

Quais são os compromissos dos participantes do projeto?

Mariano na Fazenda Santa Margarida
  1. Cafeicultores:
    1. A Cafeicultura é sua fonte de renda.
    2. Capacitar-se para receber clientes em qualquer momento da safra.
  2. Torrefações:
    1. Adquirir cafés com documento fiscal do cafeicultor.
    2. Realizar ao menos uma visita anual à propriedade, fortalecendo o relacionamento com o produtor.
  3. Cafeterias & Pontos de Venda:
    1. Caso não possuam torrefação, adquirir Cafés DIRECT TRADE BRASIL de indústrias que façam parte do Projeto.
    2. Divulgar o máximo de dados sobre o lote do café, da propriedade e do produtor aos seus clientes consumidores.
    3. Realizar ao menos uma visita anual à propriedade com vistas a fortalecer o relacionamento com o cafeicultor.

Como saber se um café faz parte do projeto Direct Trade Brasil?

Um selo, especialmente criado pelo designer gráfico Rodrigo Greco, identifica não apenas os cafés que fazem parte do Projeto DIRECT TRADE BRASIL, mas também os cafeicultores e suas propriedades, torrefações e cafeterias.

Seu desenho de linhas simples transmitem o conceito de integração e relacionamento entre as pontas de produção e consumo do café.